Skip to content

Prednisona para gatos: efeitos colaterais

predinisona para gatos

Uma vez que os gatos não podem dizer quando algo está errado com eles, é extremamente importante que você se familiarize com os vários medicamentos e entenda para que são usados, os benefícios de cada um em relação ao outro e os possíveis efeitos colaterais. 

Ao dar Prednisona para gatos, os efeitos colaterais potenciais podem incluir aumento da sede, apetite e risco de infecção.

Com isso dito, você nunca deve dar ao seu gato qualquer medicamento sem consultar um veterinário, pois ele é treinado para entender esses medicamentos e poder lhe dar orientações sobre o que esperar de seu gato enquanto toma um medicamento específico.

O que é prednisona?

Prednisona é um corticosteroide usado para tratar inflamações, alergias e uma variedade de outras condições em cães e gatos. 

Ao suprimir a resposta inflamatória, a Prednisolona é capaz de diminuir a reação do corpo a uma variedade de agentes. 

É importante lembrar que prednisona é o nome genérico do medicamento, que é de prescrição, o que significa que você só pode obtê-lo com uma receita válida do seu veterinário.

Qual é a diferença entre prednisona e prednisolona?

É importante notar que existem duas versões deste esteróide catabólico sintético: Prednisona e Prednisolona. Embora ambos tenham efeitos muito semelhantes no corpo e nos usos, há uma diferença distinta entre os dois.

Prednisolona é a forma metabolizada da Prednisona. Quando administrado, o fígado do gato processa Prednisona – transformando-a em Prednisolona. 

Por que então existem duas versões? Bem, a Prednisolona é prescrita para gatos com fígados fracos ou comprometidos, então é mais fácil para seu corpo processar.

Usos da Prednisona para gatos

Devido às suas propriedades antiinflamatórias, a Prednisona é um medicamento dinâmico e seu veterinário pode prescrever por uma série de razões que não se limitam ao que está listado neste guia. 

Como um antiinflamatório, a Prednisona é eficaz no tratamento de doenças endócrinas, artrite e reações alérgicas – incluindo inchaço e coceira na pele dos gatos.

A prednisona também pode ser usada como imunossupressor para transplantes de órgãos, o que ajuda a diminuir o risco de rejeição. Além disso, pode ser usado para tratar a insuficiência adrenal que pode se desenvolver como resultado da doença de Addison.

Administração de prednisona em gatos

Se o seu veterinário prescrever Prednisona para o seu gato, certifique-se de pedir instruções explícitas sobre como ele deseja que você a use e administre. 

É importante que você não dê mais nem menos medicação do que o prescrito pelo veterinário. Se você não entender as instruções, peça ao seu veterinário ou farmacêutico para explicar com mais detalhes.

É importante que você tente não perder nenhuma dose desse medicamento. Deve ser administrado aproximadamente à mesma hora do dia e em intervalos regulares. Se acontecer de você esquecer de uma dose, dê a seu gato a dose assim que você puder. 

prednisona em gatos

No entanto, se estiver quase na hora da próxima dose, pule a dose esquecida e continue com o esquema regular. Nunca dê ao seu gato duas doses de uma vez.

A prednisona deve ser administrada com alimentos para ajudar a diminuir a probabilidade de dores de estômago. Você também deve ter bastante água disponível para o seu gato durante o uso da medicação. E, finalmente, a Prednisona não deve ser interrompida repentinamente. 

Em vez disso, deve haver uma redução gradual da dosagem antes de parar. O veterinário pode ajudá-lo neste processo.

Efeitos colaterais em gatos

Como acontece com qualquer medicamento, existem certos efeitos colaterais e cuidados que devem ser observados quando seu gato está tomando Prednisolona. 

Os efeitos colaterais podem ser de curto, longo prazo ou potencialmente fatais e requerem atenção médica imediata. Este medicamento enfraquece a resposta imunológica do seu gato e a capacidade de combater infecções. 

Portanto, informe ao veterinário se o seu gato tem doença renal, doença hepática, doença cardíaca, úlceras estomacais, hipotireoidismo, diabetes mellitus ou qualquer outra condição médica. Além disso, informe o seu veterinário se seu mascote estiver grávida ou amamentando. 

Assim que a Prednisona for prescrita e seu gato começar a tomá-la, fique atento aos seguintes efeitos colaterais e informe o seu veterinário sobre qualquer efeito colateral que pareça incomum ou particularmente incômodo para seu gato.

Efeitos colaterais de curto prazo da prednisona para gatos

  • Sede aumentada;
  • Aumento da micção;
  • Aumento do apetite;
  • Ofegante;
  • Maior risco de infecção.

Qualquer efeito colateral de curto prazo exibido pelo gato deve se dissipar depois que ele parar de tomar Prednisona. Se não acontecer isso, entre em contato com seu veterinário.

Efeitos colaterais de longo prazo da prednisona para gatos

Se o seu gato está tomando Prednisona em uma dosagem alta ou por um longo período de tempo, há um risco aumentado de efeitos colaterais mais significativos, como:

  • Maior risco de infecção;
  • Comportamento agressivo;
  • Crescimento inibido, especialmente para gatos jovens;
  • Desenvolvimento ou agravamento do diabetes;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Úlceras no trato digestivo;
  • Letargia;
  • Cura lenta de feridas;
  • Desenvolvimento da doença de Cushing.

Efeitos colaterais com potencial risco de vida

Outros efeitos colaterais mais graves podem ocorrer a qualquer momento durante o tratamento com Prednisona. Se o gato apresentar os seguintes sintomas, pare de dar prednisona e procure atendimento médico veterinário de emergência:

  • Uma reação alérgica (dificuldade em respirar; inchaço dos lábios, língua ou rosto; urticária;)
  • Aumento da pressão arterial;
  • Ganho de peso repentino.

Esses são os efeitos colaterais do uso de prednisona em gatos. Ficou alguma dúvida? Então, deixe um comentário!

E aproveite a visita ao nosso blog para ler também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *