Skip to content

Lombrigas em gatos

lombrigas em gatos

Existem duas espécies de lombrigas emgatos: Toxocara cati e Toxascara leonina. Ambas são parasitas redondos, com até dez centímetros de comprimento, e de cor branca a marrom claro (eles se parecem com macarrão espaguete). 

Se você não sabia que seu gato pode ter lombrigas, esteja certo que sim. E por isso, é necessário todo cuidado e vermifugação para evitar que ele as tenha.

Neste artigo, vamos mostrar dois tipos de lombrigas comuns em gatos e como você deve proceder para tratá-las e preveni-las. Acompanhe!

O que são lombrigas?

Assim como os ancilóstomos e as tênias, as lombrigas são parasitas intestinais comuns em gatos e outros animais. Eles migram para o intestino do gato e se alimentam de nutrientes da dieta do gato. Elas são geralmente brancas, longas e achatadas – como já dissemos, semelhantes a um macarrão espaguetti.

Um fato interessante a respeito desses vermes, é que ela tem a boca em forma de gancho. Isso faz com que ela se fixe no intestino delgado e, a partir dessa conexão, passe a se alimentar dos nutrientes que seu gato ingere. Quanto ao tamanho, elas podem atingir até 50cm na fase adulta.

Quando a larva da lombriga fica adulta, ela solta o que podemos chamar de proglotes, que são pequenos segmentos dela mesma. Os proglotes são semelhantes a um caroço de arroz e costumam sair na feze do gato.

É por isso que nem sempre o gato vai expelir a lombriga inteira. E sim, os proglotes dela.

Sintomas de lombrigas em gatos

Os ovos de lombrigas são detectados sob o microscópio em uma verificação de rotina de uma amostra de fezes (o processo de teste é chamado de flotação fecal). 

É possível apontar a diferença entre as espécies de lombrigas com base na aparência de seus ovos. Obviamente, quando lombrigas adultas aparecem no vômito ou nas fezes, o diagnóstico é simples e imediato. O termo médico para infecção por lombrigas é ascaríase.

Lombrigas (ambos os tipos) podem produzir qualquer um dos seguintes sintomas, embora os sintomas possam aparecer apenas com infecções graves: 

  • Dificuldade de ganhar ou perder peso;
  • Pelagem sem brilho
  • Aparência barriguda;
  • Vermes adultos no vômito ou fezes (geralmente em gatinhos);
  • Diarreia;
  • Tosse devido à migração larval para os pulmões.

Raramente, infecções muito pesadas podem levar ao bloqueio dos intestinos, o que deixará um gatinho muito doente, com vômitos e letargia os principais sintomas.

Tipos de lombrigas

Existem dois tipos de lombrigas. Embora elas tenham aparência e comportamento semelhantes, têm ciclos de vida diferentes.

Toxocara cati

Esse tipo de lombriga é muito comum, especialmente em gatinhos, pois eles podem ingerir larvas através do leite materno. 

Gatos e gatinhos também podem ingerir ovos ao comer roedores ou outros portadores, como besouros ou minhocas, infectados com Toxocara cati. Os ovos então eclodem em larvas dentro do sistema digestivo do gato.

Toxascara leonina 

Esse tipo de lombriga em gatos é menos comum e é vista com mais frequência em gatos (e cães) mais velhos. É raro a Toxascara leonina infectar seres humanos.

Toxascara leonina tem um ciclo de vida muito mais direto do que Toxocara cati. Os ovos são eliminados nas fezes e, uma vez ingeridos, desenvolvem-se em vermes adultos nos intestinos (sem necessidade de migração), que eventualmente eliminam mais ovos. 

Os ovos só infectam depois de vários dias a semanas no meio ambiente. Os roedores também podem ser infectados com larvas de Toxascara leonina, e os gatos podem ser infectados ao comer um roedor infectado.

Causas de lombrigas em gatos

Os gatos ingerem larvas de lombrigas de várias maneiras: através do leite materno, comendo os ovos ou comendo outro organismo, como um besouro ou roedor que carrega larvas de lombrigas. 

As larvas da lombriga (incluindo aquelas que são engolidas e ingeridas como ovos, que depois eclodem) migram pelos tecidos do corpo, com a maioria chegando aos pulmões, onde sobem pela traqueia e são tossidas e engolidas.

Uma vez ingeridas dessa vez, as larvas se transformam em vermes adultos nos intestinos. Eles produzem numerosos ovos, que são eliminados nas fezes. 

Os ovos só se tornam infecciosos após duas a quatro semanas no meio ambiente. Os ovos são resistentes e podem permanecer infectantes por meses ou anos.

Às vezes, as larvas param sua migração no fígado, onde entram em um estado dormente. Em uma gata grávida, essas larvas tornam-se ativas novamente e podem ser secretadas no leite após o nascimento.

Eles também podem produzir uma infecção de lombriga adulta ativa nos intestinos da mãe, de modo que ela expele vários ovos que também podem infectar os gatinhos. 

As lombrigas do Toxacara cati, em particular, têm um ciclo de vida que as torna muito eficazes na infecção de gatinhos.

Tratamento indicado

O tratamento é o mesmo, independentemente da lombriga envolvida. Existem vários medicamentos que podem ser usados ​​para tratar lombrigas e seu veterinário pode ajudá-lo a escolher o certo para o seu gato. 

Os medicamentos afetarão apenas as lombrigas adultas, portanto, precisam ser repetidos em intervalos de duas a três semanas para lidar com quaisquer larvas residuais à medida que amadurecem. 

O número de tratamentos necessários dependerá da idade do gato e da situação, que será avaliada pelo seu veterinário.

Se você tiver uma gata grávida, consulte o veterinário para obter conselhos sobre como desparasitar a mãe e os gatinhos. 

Uma vez desparasitados, muitos dos medicamentos mensais projetados para dirofilariose e controle de parasitas contêm medicamentos que irão prevenir infecções por vermes de forma contínua – opções que podem ser discutidas com seu veterinário.

Se o seu gato não estiver tomando um desses preventivos, o veterinário recomendará um protocolo regular de desparasitação para manter as lombrigas afastadas. 

Limpar os dejetos do gato imediatamente e evitar que os animais de estimação comam roedores também pode ajudar a prevenir a infecção por vermes.

Como prevenir lombrigas

A lombriga geralmente infecta gatos que passam muito tempo ao ar livre, mas pode passar de gato para gato através das fezes.

Embora não seja impossível contrair lombrigas de um inseto ou roedor que penetra no interior, tal ocorrência é relativamente rara. Manter os gatos dentro de casa, portanto, é uma ótima forma de prevenir lombrigas em gatos.

Assim que a lombriga for diagnosticada, é importante seguir cuidadosamente as instruções do veterinário. Além disso:

  • Certifique-se de limpar as caixas de areia com a maior frequência possível;
  • Limpe todas as superfícies regularmente durante o tratamento do seu gato;
  • Tenha cuidado para manter as fezes do gato longe de outros animais e crianças;
  • Pratique uma boa higiene.

Os gatinhos devem ser examinados para ver se tem lombrigas várias vezes por ano, enquanto os adultos devem ser examinados uma ou duas vezes por ano. A melhor maneira do veterinário diagnosticar lombrigas é examinando uma amostra de fezes.

Como lombrigas de gatos podem infectar seres humanos

As larvas de lombrigas de Toxocara cati podem infectar pessoas, assim como gatos. Isso acontece quando os ovos são ingeridos. 

É mais comum em crianças que podem não praticar a melhor higiene e podem pegar ovos com as mãos ao brincar no quintal, por exemplo. 

Uma boa higiene é importante. As crianças devem lavar as mãos regularmente e os gatos devem ser mantidos fora das áreas onde as crianças brincam. 

As larvas não se transformam em lombrigas adultas nas pessoas, mas as larvas que migram através dos tecidos podem causar inflamação, especialmente em crianças pequenas. 

A maioria dos casos não é grave, mas em casos graves, é possível causar danos aos órgãos, como resultado da migração das larvas (como fígado, pulmão, cérebro), e às vezes as larvas podem atingir os olhos, levando a distúrbios visuais e até cegueira.

A migração de larvas de lombrigas através dos tecidos humanos é chamada de “larva migrans visceral“, enquanto a migração para os olhos é chamada de “larva migrans ocular“. A prevenção adequada de uma infecção por lombriga é importante para prevenir esses problemas de saúde humana.

Agora que você já sabe quais os tipos de lombriga em gatos e como tratar, cuide do seu gato garantindo que ele tome bons vermífugos no tempo certo. Aproveite também para ler os artigos abaixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *